Poema

Os Olhos Seus

Eu sou uma pandorga
A balançar pelo ar
E você é o menino
A me levar a voar

Olha, solta, estica, larga
Corre atrás e torna a puxar
É assim que você menino
Faz a pandorga voar

Lá longe muito distante
Olhos atentos aos céus
Todos olham a pandorga
Ninguém olha os olhos seus.