Outros Autores · Prosa

Fernando Pessoa – Livro do Desassossego – 68

” O cansaço de todas as ilusões e de tudo que há nas ilusões – a perda delas, a inutilidade de as ter, o antecansaço de ter que as ter para perdê-las, a mágoa de as ter tido, a vergonha intelectual de as ter tido sabendo que teriam tal fim.

A consciência da inconsciência da vida é o mais antigo imposto à inteligência. Há inteligências inconscientes – brilhos do espírito, correntes do entendimento, mistérios e filosofias – que têm o mesmo automatismo que os reflexos corpóreos, que a gestão que o fígado e os rins fazem de suas secreções. “

Frederico e Rafaela em Cacupé – Florianópolis, em 07/maio/2021

Do livro acima citado, pagina 98, editora CompanhiaDeBolso

Prosa · Reflexões

Como Ter Uma Vida Inútil em 10 Lições

1 – Nasça.

2 – Alimente-se.

3 – Tome consciência apenas das obrigações que os outros devem ter para com você.

4 – Vá à escola para se divertir.

5 – Curse a Universidade só pelo diploma, jamais pelo saber.

6 – Trabalhe pouco; ganhe bastante, e de preferência fazendo muitas “espertezas”.

7 – Frequente lugares, compre carros, casas e bebidas muito além de suas posses, usando  o salário de seus funcionários e fazendo dívidas com particulares sem nunca pagá-las. Ria-se disso.

8 – Envelheça acreditando na sua juventude física eterna. E, para tanto, faça qualquer coisa lícita ou ilícita porque o importante é sua aparência.

9 – Quando ficar doente, olhe para trás e arrependa-se por ter ajudado alguém.

10 – Minutos antes de morrer, coloque uma moeda de ouro na boca e lamente-se por não ter se vingado de seu maior inimigo.  

E… Boa viagem com Caronte, … se não roubarem a moedinha, antes da tampa se fechar.